ARTIGO

COMPLEXIDADE APLICADA
AO DESEMPENHO ESPORTIVO

O que é complexidade?

Sistemas complexos regem diversos fenômenos na natureza e essencialmente podem ser definidos como um sistema onde muitas partes interagem, influenciando o comportamento do sistema como um todo. Esta ideia vem sendo estudada por um crescente corpo de evidências que busca modelar o desempenho esportivo sob a ótica das ciências da complexidade, estudando atletas individuais e equipes esportivas como fenômenos emergentes que se organizam a partir das interações entre suas restrições.

Como a complexidade pode nos ajudar a ampliar a visão sobre treinamento?

Conceitos básicos e aplicações ao movimento

Com o crescente interesse dos profissionais da área de treinamento e reabilitação pelo campo de estudos da complexidade, surge a necessidade de apresentar novos métodos de análise utilizados para a compreensão representativa de movimentos esportivos e ações em um nível individual e de equipe. Estes métodos não podem ser adequadamente capturados por desenhos experimentais e métodos de análise que já existem nas ciências do movimento básico.

Existem grandes diferenças na forma de pensar fenômenos como o movimento, a dor ou a performance quando visualizamos estes fenômenos cotidianos na vida dos profissionais do movimento sob o prisma das ciências da complexidade. Isto ocorre, porque precisamos entender esses fenômenos como uma variável comportamental (macro) que surge a partir da interação entre vários fatores (micro), talvez, a primeira vista, isto não seja um problema, porque a maioria dos profissionais já entende esses fenômenos como multifatoriais,no entanto, não é esta a questão. A questão mais importante é entender que o todo é maior que a soma das partes, uma premissa básica em sistemas complexos, mas que revela a riqueza das interações não lineares, que formam a base do entendimento desta abordagem.

“Eu penso que o próximo século, será o século da complexidade” (Stephen Hawking)

Como costumo dizer, complexidade não é um sistema de treinamento, nem um método, mas é uma filosofia, uma forma de pensar que faz uso de conceitos amplos nas áreas de fisiologia, biomecânica, psicologia e ciências do esporte.

A equipe da PowerCore Performance, deixa o convite para todos os profissionais que estiverem interessados em conhecer esta forma de pensar treinamento em suas profundas bases teóricas e em suas inovadoras aplicações práticas.

DAVID MASCENA
Diretor Técnico e docente da PowerCore Performance, empresa pioneira na aplicação de sistemas complexos ao desempenho e ao esporte no Brasil. Possui 10 anos de experiência como palestrantes a nível nacional e internacional. Profissional de educação física e fisioterapeuta com atuação nas áreas de fisiologia e biomecânica do movimento e preparador físico em diversos esportes como, Atletismo, MMA e Voleibol